A EJA prestou sua homenagem ao mês da mulher e ao Dia Internacional da Mulher com o poema “SER”, de autoria da aluna Wandira (8° ano), e com um desenho que representa a figura feminina dos versos, feito pelo aluno Silas (6° ano). Vejam:

SER

(Wandira Vidal de Oliveira)

Ser é mais que ter

Ser é quase se conhecer

Como se descreve o próprio íntimo?

Então me descreverei assim:

No meu ser existe um turbilhão de pensamentos

Um monte de sentimentos, que sinto e repreendo.

 

Um desejo de sair mundo afora

De desapegar, ir embora

De deixar para trás quem sou

De começar nova história

 

Mas, quando penso que é assim

Vejo que ainda não está escrito o meu fim.

Porque tenho que dar muito de mim

 

E fazer valer o meu valor.

Tenho nas mãos o papel e a caneta.

E por mais difícil que me pareça

A mim foi dado o livre arbítrio

E o espaço para evoluir e mostrar

Que de fato eu faço

Com o que há em mim,

Que por DEUS foi dado.

 

Que essa vontade de escrever

Sobre a minha pessoa e dizer que

Nem ruim, nem boa

Sou uma pessoa comum como todas as outras

 

Sou imperfeita, com defeitos

Tentando me consertar

Mas, tenho em minha vida fé

Porque nasci mulher

Mulher esforçada

Pois sabe que na caminhada da vida

O “Ter” não é relevante

Mas o “Ser” sim, é importante.

IMG_6607 (1)

Poema “SER” | EJA #DiaInternacionaldaMulher

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *